PSD nasce para exercitar vocação governista em 18 dos 27 Estados

Por Sagran Carvalho

Amigos,

A  minha convicção pela necessidade de uma reforma política só aumenta.

O título acima foi retirado de um artigo publicado hoje no Estado de São Paulo que mostra claramente o posicionamento “ideológico” do partido criado pelo Sr. Kassab.

O partido apoiará 18 dos 27 governadores, sendo “oposição” em 3 e independente nos demais. Porém, o partido não se posicionará ideologicamente, pois terá como aliados partidos que vão do PT ao PSDB,  passando ainda por DEM e PSB. Nada mais eclético!

Estas alianças comprovam que o compromisso partidário está intimamente ligado a proximidade com o poder, seja ela oposicionista ou situacionista em relação ao governo federal. O que importa são os cargos e os ganhos políticos advindos.

A frase do secretário geral do novo partido e ex tesoureiro do DEM, Saulo Queiroz dá bem a medida da situação:

“Não tivemos dificuldades de nos aliar às pessoas que facilitaram nossa formação. E não saímos por aí arrumando inimigos”

Outra demonstração dos compromissos éticos do PSD passam pelo próprio processo de legalização junto ao TSE, onde até suspeitas de falsificação de documentos e assinaturas existem. Aqui o link para o artigo que trata disto:

https://defesaepolitica.wordpress.com/2011/08/30/psd-%E2%80%93-novo-partido-ou-mais-do-mesmo/

O que falar…?

Realmente perderam qualquer senso de compromisso ético, político, de respeito à sociedade e de honestidade com a coisa pública. E nestes quesitos o PSD não se difere da maioria absoluta das legendas que hoje militam no cenário político brasileiro.

O compromisso com eleitores não passa de mero chancelamento eleitoral no dia das eleições. Após isto, o que importam são os interesses pessoais e partidários.

Armas contra este estado de coisas….

São duas: Educação e reforma política.

E ambas não fazem parte de nenhum projeto prioritário para qualquer legenda. A manutenção do atual status quo é clausula pétrea para quase todos os partidos, e as mudanças defendidas pelo demais visam ampliar a aberração atual,  criando monstruosidades como voto em lista e financiamento público de campanha. Tudo pela manutenção do controle sobre a sociedade.

Não vemos nenhum partido político apoiando abertamente temas como Voto Distrital e Facultativo, além da extinção do voto secreto no Congresso Nacional. E assim continuará…

E pela lógica simplista, se eles não apoiam, é porque realmente é vantajoso para a sociedade, que teria as armas necessárias para realmente impor sua vontade à classe política.

Sem a união da sociedade em torno destes temas como já vem fazendo contra a corrupção, o estado atual não mudará!

Está em nossas mãos.

Ps.: o link para a matéria do Estadão está aqui:

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,psd-nasce-para-exercitar-vocacao-governista-em-18-dos-27-estados,770924,0.htm

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s